Juiz de Fora

Em 2012, a Mercedes-Benz do Brasil teve mais um importante marco para a produção de caminhões no Brasil. Nesse ano, a planta de Juiz de Fora, em Minas Gerais, passou a integrar o sistema global de produção de veículos comerciais da Daimler.

Atualmente, além do caminhão extrapesado Actros, um dos destaques do portfólio da marca, a unidade é responsável pela soldagem e pintura de todas as cabinas de caminhões Mercedes-Benz produzidas no Brasil.

A unidade mineira se posiciona entre as mais modernas fábricas de caminhões do mundo, sendo uma síntese do que há de mais moderno e inovador em termos de produção.

Diversos benchmarkings e kaizens foram realizados para identificar os melhores métodos relacionados especialmente à fabricação. Com isso, a planta possui uma configuração de alta produtividade e flexibilidade. Atividades essenciais, como produção e controle da qualidade, ficam a cargo de pessoal da própria Empresa, o que permite assegurar o elevado padrão mundial de qualidade dos caminhões da marca.

Os processos escolhidos têm como premissa a sustentabilidade e asseguram o mínimo impacto ao meio ambiente. Tudo na fábrica foi planejado no sentido de minimizar, por exemplo, consumo de energia elétrica e água por unidade montada ao longo do processo produtivo. Conceitos como Kan-ban, Just-in-sequence, One-piece-flow e Lean Manufacturing (Produção Enxuta) foram combinados de forma que não há estoque ou desperdício ao longo do processo fabril.

Foi estabelecido na planta de Juiz de Fora um parque industrial de fornecedores, o I-Park, área na qual estão sediadas empresas provedoras de componentes e submontagens. Este conceito possibilita aperfeiçoar a entrega de diferentes conjuntos, em forma de kits, diretamente na linha de montagem, seguindo o conceito just-in-sequence.

Em uma área dentro da planta de Juiz de Fora encontra-se instalado o Centro Integrado de Desenvolvimento do Trabalhador Luiz Adelar Scheuer, uma parceria entre a Empresa e a FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, SESI e SENAI.