Edições Anteriores

Parceiros premiados em 2016:

Fornecedores:

• Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S/A. - "PROJETO JUNTOS E MISTURADOS": A lama fina do processo de limpeza do gás de aciarias, com características inadequadas para uso era disposta em aterro industrial. O projeto revisou práticas operacionais, adequou e adaptou equipamentos já existentes na Usina, o que viabilizou a reciclagem desta lama em substituição ao uso de matéria prima, minério e antracito, na sinterização. O projeto contribuiu ainda para a mitigação dos impactos no transito e da emissão de gases de efeito estufa decorrentes da movimentação de caminhões em vias públicas, então necessária ao transporte da lama ao aterro. l da própria Usina. Os ganhos:
- Economico: Investimento de R$782.773,00 / Economia anual de R$3,4 milhões (pay back de 2,8 meses)
- Ambiental: Redução da disposição em aterro industrial de aprox. 6.000 t/mês. Representa 60% de toda a geração de lama fina na Usina; Preservação de recursos naturais; Menor demanda de MP’s, minério e antracito; Mitigação da emissão de GEE decorrente da MP não utilizada e da redução do transporte para o aterro;
- Social: Redução de 550 viagens/mês de caminhões em vias públicas, mitigando impactos no transito e na emissão de gases de efeito estufa (O número de viagens de caminhão que transitam em vias publicas reduziu cerca de 60%).


• ZF do Brasil Ltda. - "Otimização do Consumo de óleos protetivos e redução de geração de resíduos": O projeto de otimização de consumo de óleos protetivos foi desenvolvido buscando reduzir a geração de resíduos oleosos, uso de produtos menos voláteis e desenvolvimento do processo de reuso, minimizando os riscos ambientais. A nova maneira de promover proteção anticorrosiva nos componentes metálicos do conjunto embreagem passou a ser através da aplicação de óleos protetivos. O novo processo foi criado com o objetivo de desenvolver um novo produto com baixa evaporação e um processo robusto para otimização do consumol. A planta da ZF de SBC foi capaz de reduzir de maneira significativa à geração de resíduos oleosos s e através da eliminação dos pontos de consumo, desenvolvimento do novo produto e definição do processo robusto para reuso. Como principal resultado a empresa reduziu em 83% a geração de resíduos, 70% o consumo de óleos protetivos e mitigou o manuseio de produtos com alta evaporação. Também houve a redução de 47% dos pontos de consumo do produto, reduzindo o manuseio de produtos químicos e o risco de contaminação do solo e da atmosfera. Dessa forma, resultando em um gerenciamento mais efetivo dos nossos processos.
O desenvolvimento desse projeto não promoveu apenas ganhos ambientais, também foi capaz de minimizar os riscos de saúde ocupacional dos nossos colaboradores e aumentar a segurança dos nossos processos.

• Companhia Siderúrgica Nacional - "Aproveitamento da energia cinética dos gases gerados no alto forno #3 para geração de energia elétrica": O projeto teve como objetivo aproveitar a energia cinética dos gases gerados no alto forno#3 da Usina Presidente Vargas - UPV para gerar 20 MWh de energia elétrica, assim diversificando a matriz energética da empresa em busca da autossuficiência e consequentemente disponibilizando/favorecendo energia elétrica para o sistema elétrico brasileiro. A recuperação de energia nos principais equipamentos que compõem uma planta siderúrgica tem se tornado importante foco de investimentos ao longo das últimas décadas. Na área dos Altos Fornos os investimentos em projetos sustentáveis para recuperação não só da energia térmica, mas da recuperação cinética se tornam cada vez mais atrativos. Até a presente data, a Turbina opera de forma normal e contínua, gerando uma produção média de 18 MW de energia.

Rede de Concessionários Comerciais:

• Comercial Sambaiba De VIaturas LTDA (Taboão da Serra) - "Reusar para Alegrar": Confecção de brinquedos a partir das embalagens de papelão nas quais são recebidas as peças da Mercedes-Benz e doação destes às escolas infantis, especialmente àquelas mais carentes, sempre de forma anônima. Aplicando: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. No primeiro “R” a Mercedes-Benz já faz uso reduzido no dimensionamento das embalagens. No terceiro “R” temos normalmente as concessionárias que encaminham esse material para reciclagem. Vimos que faltava o segundo “R” que é “Reutilizar” onde estamos atuando de forma a implementar o ciclo.

• Juiz de Fora Diesel (Juiz de Fora) - "Adubo Orgânico": Implantado o sistema de compostagem para produção de adubo orgânico, este será utilizado como fertilizantes, com o intuito de promover um equilíbrio nos nutrientes necessários para um melhor desenvolvimento das plantas, hortaliças e jardins. Em resumo, toda a produção será destinada e entregue para atender a Creche Comunitária Antônio e Maria Geny Barbosa, CNPJ: 04.953.026/0001-05, situada no bairro de Santa Cruz em Juiz de Fora, Minas Gerais.

• Inga Veículos Ltda (Araçatuba) - "Reuso de água de aparelho de ar condicionado": O sistema implantado tem por objetivo recolher a água expelida pelas condensadoras de ar condicionado, instaladas no escritório da unidade da Ingá Veículos de Araçatuba-SP, e reaproveitá-la em situações que não exigem alta qualidade e potabilidade, tais como, lavagem de piso e rega de plantas.O motivo ambiental para criação e implantação do sistema foi justamente para reduzir o consumo de água potável utilizada em fins menos nobres e criar uma alternativa consciente de reuso para a água eliminada pelos aparelhos de ar condicionado, pautado no desenvolvimento sustentável e economia financeira. Além disso, o sistema foi implantado com o objetivo de eliminar o inconveniente do “pinga-pinga” e os casos isolados de infiltração da água proveniente dos drenos dos aparelhos.

Rede de Concessionários Automóveis:

• CLA Distribuidora de Veiculos Ltda (Santos) - "DIVENA LED": A Mercedes-Benz do Brasil orientou seus concessionários a substituir a identidade corporativa para New 3D Bland Black, com iluminação LED, sendo assim a DIVENA adotou a ideia substituindo toda a identidade externa e a iluminação interna das lojas, diminuindo o consumo de energia elétrica. A substituição das lâmpadas tradicionais pela iluminação LED é uma forte tendência, pois esta oferece vantagens principalmente em termos de durabilidade e economia.

• Caltabiano Motors Pinheiros Ltda (São Paulo) – "Climatização Evaporativa por Colméia": Na busca por uma solução para baixar a temperatura do show room impulsionada no período da tarde pela radiação solar absorvida pelos vidros da fachada, foi desenvolvido um estudo para avaliar os impactos que a ampliação do número de aparelhos de ar condicionado traria no consumo médio mensal de energia. Considerando as inúmeras interferências provocadas no meio ambiente pela atividade de geração e transmissão de energia elétrica, além do custo da energia, buscou-se no mercado uma solução ecológica para complementar o sistema de ar condicionado existente. Foi instalado climatizadores evaporativos por colmeia sem aspersão de névoa no ambiente. Com o climatizador por Colmeia mesmo sendo utilizado em períodos intermitentes, conseguimos alguns benefícios:
1) reduzir em média, 8 graus na temperatura ambiente do show room, colocando a temperatura média dentro dos padrões recomendáveis de climatização de ambientes;
2) a minimização dos impactos ao meio ambiente com a utilização de um equipamento de baixo consumo de energia e a consequente preservação dos recursos naturais.

• Minasmáquinas Automóveis Ltda (Belo Horizonte) – "Tendência Certa": substituição de tintas com elementos nocivos como alumínio e solvente, por tintas ecológicas à base d’água. O processo à base de água apresenta um resultado final surpreendente, com ótima qualidade de acabamento, e um processo de aplicação fácil e rápido, com tempos muito próximos aos da pintura à base de solvente. O tempo de vida dos produtos à base de água é maior, e as tintas não utilizadas podem ser armazenadas em recipientes para serem usadas futuramente A produtividade é um dos fatores chave da migração da tecnologia de tintas à base de solvente para tinta à base d’água, uma vez que essa mudança de tecnologia acelera o processo de entrega dos veículos e as mudanças exigidas melhoram a eficiência do processo, reduzindo também o desperdício de material.

Parceiros premiados em 2015:

Fornecedores:

• Schaeffler Brasil Ltda: Gestão de Resíduo em Domicílio. Certificada com a norma ISO 14001 desde 1998, a empresa tem a sustentabilidade como um de seus pilares. Com base nisso, busca minimizar ao máximo os impactos ambientais durante todo o processo produtivo. Pensando na expansão do seu programa de gestão de resíduos para além dos limites da empresa, tendo ainda o objetivo de conscientizar os funcionários sobre a importância do descarte correto de resíduos perigosos, desde 2013, a Schaeffler oferece pontos de coleta para receber medicamentos vencidos, pilhas e baterias e óleo vegetal usado, para posteriormente fazer a destinação correta. Com o propósito de incentivar a participação dos funcionários, foram desenvolvidas campanhas internas informativas e de orientação. De acordo com a empresa, “os benefícios gerados com a implantação do programa são notáveis e quando comparados com o investimento necessário tornam-se ainda mais rentáveis”.

• Eaton Ltda: “Novo Aquecimento – Serpentina”. Na empresa, todos os fornos contínuos utilizam duas máquinas de lavar. A primeira delas é responsável por retirar o óleo de usinagem das peças, para que ele não contamine a atmosfera de tratamento dos fornos contínuos. Já a segunda é responsável por retirar o óleo de têmpera, que se aloja nas peças durante o processo de tratamento térmico. Para que seja feita uma limpeza adequada, o fluido (mistura de água e desengraxante) precisa trabalhar a uma temperatura próxima a 70 graus Celsius. No projeto “Novo sistema de aquecimento para as lavadoras dos fornos contínuos”, foi desenvolvido um equipamento capaz de capturar e canalizar a energia gerada pelas chamas e utilizá-la para aquecer o fluido das lavadoras, reduzindo assim a necessidade de resistências elétricas neste processo. Com essa iniciativa, houve uma redução significativa das emissões de CO2 da unidade, além de disponibilizar energia para outros usos.

• Algar Tecnologia e Consultoria S.A.: “Data Center Verde". Envolveu a criação de uma usina de Geração Distribuída (GD), a grande vantagem deste sistema é o consumo no próprio local em que é gerado, evitando assim perdas de distribuição pela concessionária. O interesse pela GD tem se renovado. Além de permitir a criação de uma rede elétrica mais “verde”, isso leva à redução de perdas no sistema, diminuição dos impactos ambientais e aumento da inserção de fontes de energia renováveis na matriz energética. Sua utilização tem aumentado consideravelmente e as redes de comunicação têm papel fundamental para o seu sucesso. Uma justificativa para este projeto é a super utilização da infraestrutura de energia elétrica. A demanda de energia é cada vez maior e a geração distribuída permite aliviar a utilização pela concessionária tornando maior a disponibilidade de energia na rede. O objetivo desse projeto foi a instalação de uma unidade de microgeração de energia solar fotovoltaica conectada à rede elétrica, com potência instalada de 299,88 kWp.

Rede de Concessionários Comerciais:

• Conveima - Vitória da Conquista (BA) – “Plantando um Futuro Melhor”. Após parceria com a Secretaria do Meio Ambiente, promoveu o incentivo ao plantio de árvores, reaproveitamento de resíduos e educação ambiental à comunidade.

• Divesa - Curitiba (PR) – “Pensa e Reinventa”. A equipe envolvida com o projeto reaproveitou antigos uniformes dos colaboradores para confeccionar fantoches, avental para churrasco, porta manual e lixeira para carro, que são doados como brinde aos clientes e à comunidade.

• Ingá - Maringá (PR) – “Tratamento de Esgoto Sanitário”, envolvendo a instalação de um sistema de tratamento de efluentes domésticos, com o objetivo de reduzir a poluição ambiental e evitar a contaminação do lençol freático e do solo.

Rede de Concessionários Automóveis:

• Não realizado em 2015